Buscar
  • Talita Barbi

Experiência é Importante para o Primeiro Emprego do Enfermeiro?

Atualizado: Mar 8

Esse assunto é muito discutido! Ouço frequentemente a seguinte frase: "Como terei experiência se não me dão oportunidade?"




Bem, primeiramente quero dizer que trago aqui informações valiosíssimas de uma coletânea de postagens de minhas redes sociais e espero que ajude muitos que possuem esta grande dúvida!!!

Minha resposta para essa indagação é NÃO, não é necessário experiência para conquistar o primeiro emprego!

Quando me formei, há mais ou menos 16 anos a realidade era outra... as oportunidades surgiam em maior quantidade e bastava ir bem na prova teórica que já havia grande chance de ser contratado, mesmo sem experiência. Realizei residência em Pneumologia e não fiquei mais de um mês sem trabalho.

A realidade dos dias atuais é outra! É grande número de profissionais se formando e o mercado de trabalho está ficando mais exigente, porém os recém formados não saem capacitados para a nova realidade. Aliás, conforme ouço de professores e recrutadores, a qualidade dos enfermeiros que saem da faculdade está bem abaixo da expectativa. Isso é extremamente triste, pelo menos para mim!

Por outro lado, quer dizer que para se destacar não é preciso ser uma pessoa de outro planeta, basta estar preparado adequadamente.

O Quero Bolsa – plataforma de inclusão de alunos no ensino superior – realizou um levantamento para identificar as profissões com maior número de contratações nos quatro primeiros meses de 2018, e acreditem, as vagas para enfermeiros ficaram em primeiro lugar dentre todas as outras. Então, por que muitos ainda reclamam da falta de oportunidade? Quer saber qual o segredo?

O segredo é: desenvolver habilidades comportamentais!!!

Existem vagas para recém formados que comportam estes profissionais, ou seja, a empresa possui recursos para treina-los e abre vagas para tal. O primeiro passo é: ter um currículo bem estruturado que no resumo demonstre sua capacitação para a vaga e saber onde fazer essa busca. Para ser eficaz, os cadastros nos sites devem estar completos e o seu currículo conter palavras chaves.

A grande dúvida que surge nesse ponto é "o que colocar se nunca trabalhei?". Aqui entra um detalhe muito bacana que é sobre a participação do aluno durante a graduação. Quanto mais ele se dedicou e se envolveu em projetos de pesquisa, grupos de estudos ou trabalhos voluntários, mais informações ele terá para demonstrar que mesmo sem a experiência ele possui um perfil de pro atividade e de interesse pelo desenvolvimento de suas competências.

Outra forma de aumentar a chance de ser contratado é realizar uma pós graduação, mas perceba que ainda não é garantia de que haverá um bom desempenho na entrevista!

Tenham em mente que, a parte teórica é sim importante e faz parte na grande maioria das vezes da primeira etapa de um processo seletivo, mas que a forma como você se descreve e se posiciona na entrevista é muito mais relevante no momento da escolha dos recrutadores.


Atente-se a detalhes tais como comunicação verbal e não verbal, explanação sobre resolução de conflitos, postura de líder... As empresas podem treinar o enfermeiro quanto a técnicas e protocolos, porém é mais oneroso contratar profissionais despreparados em lidar com dificuldades de relacionamento, seja com clientes ou entre colegas.

Alguns podem ainda me dizer que não praticaram e que não sabem como atuarão, concordo em partes... mas existem posturas e falas que demonstram claramente se a pessoa é flexível as mudanças e está disposta ao aprendizado.

Existe auxílio gratuito para algumas questões de relacionamentos que não são ensinados na faculdade. O Coren (atividades Coren) por exemplo, possui treinamentos gratuitos, com simulação sobre como lidar com situações difíceis, entrevista de emprego... sem contar a imensidão de conteúdos online de fácil acesso.

O intuito deste artigo é de expandir a forma de pensamento do leitor!!! Busquem dicas e informações de pessoas que obtiveram sucesso, e tenham muito cuidado com o que leem e escutam. Nós somos uma soma das coisas que lemos, que assistimos e das pessoas as quais mais convivemos!

Sendo assim, somos e temos comportamentos conforme o que acreditamos... se um indivíduo crê que o primeiro emprego é muito difícil, ele terá atitudes que condizem com isso... Se por outro lado, a crença for de que existe sim oportunidade mas que é preciso preparo, as ações serão impulsionadoras e os resultados virão mais rapidamente!

Sucesso a todos!!! No link abaixo, você encontra algumas "Dicas de Ouro" de como os enfermeiros conseguiram seu primeiro emprego. Você também pode entrar no bate papo e expor sua experiência e assim ajudar mais pessoas a enfrentarem esse momento com menos sofrimento:

Dicas de Ouro para o Enfermeiro obter sua primeira oportunidade!