Buscar
  • Talita Barbi

Quanto tempo leva para ficar bom e ser referência?

Atualizado: Mar 2

Eu tenho um sorte imensa de ter seguidores queridos que me inspiram diariamente e estimulam minha criatividade! Recebi a seguinte pergunta: "Talita, quanto tempo demora para ficar bom na enfermagem e ser referência?"



Bem, vamos destrinchar esse assunto que é pra lá de interessante. Antes de mais nada quero dizer que havia angústia e ansiedade nesse questionamento da profissional. Quem nunca, não é? Essa "pressa" do início da carreira é muito comum. Aliás, em tudo que iniciamos rola essa preocupação.

Entendo que ser bom em algo não nos torna referência. Isso mesmo! Conheço ótimos profissionais que não conseguiram chegar ao nível de serem referência em alguma área ou assunto. Então, desde já quero deixar aqui essa percepção.


A seguir compartilho quatro práticas para alcançar o objetivo de "ser bom":


1) Defina o que significa ser bom enfermeiro para você

Gosto sempre de começar casos polêmicos fazendo definições, isso ajuda na caminhada até o alvo. Pra mim por exemplo, ser um bom enfermeiro é ter a percepção de tudo que acontece ao meu redor em um plantão, saber priorizar e conectar todos os membros da equipe multiprofissional com maestria. Também considero ser bom aquele profissional que é criativo e que tem carisma para liderar. E para você?


2) Invista em cursos e capacitações

Aqui está uma prática fundamental mas que deve ser utilizada com ponderação. Recomendo que reserve anualmente uma graninha para cursos importantes na área em que possui mais interesse. Pesquise quais são estes eventos e programe-se. Tome cuidado para não desperdiçar tempo nem dinheiro em movimentos que não irão acrescentar no seu objetivo final.


Não podemos esquecer de aperfeiçoar habilidades técnicas com treinamentos e com a prática, mas vejo com muita frequência pessoas interessadas apenas na certificação. Se você é uma dessas, tome muito cuidado pois um pedaço de papel não te garante "ficar bom". Que tal repensar naquela pós graduação que todo mundo está fazendo porque é moda mas que nem tem relação com seu perfil?


3) Divirta-se no caminho

Siiimmmm, estamos aqui nesse planeta não apenas para trabalhar e pagar contas, mas também para sermos felizes. Curta cada momento da sua trajetória, ria de si mesmo quando escorregar e principalmente, perdoe suas falhas pois ninguém é perfeito.


Indico um filme que se você assistir, fará muito sentido, principalmente se tiver um perfil mais ansioso. Ele se chama Poder Além da Vida (Não é nada sobre religião tá, mas sim sobre estar presente no agora e seus benefícios. É uma produção de 2006 e está disponível no YouTube - clique aqui).


Existe ainda um outro hábito que nos prejudica que é fazer comparações. Cada um está no seu tempo na jornada e olhar muito a grama do vizinho (como dizem) não nos permite cuidar da nossa. Respeite seu tempo e suas limitações, mas não se demore OK?


4) Desenvolva Soft Skills (aqui começamos a transição para "ser referência")

Essa palavra é a ordem do momento e não vamos ficar de fora dessa!!! Muitas atividades humanas estão sendo substituídas pela inteligência artificial e o foco é desenvolvermos habilidades comportamentais.


Elas estão atreladas à nossa capacidade de reagir à situações de maneira equilibrada, ou seja, inteligência emocional.


Para nós enfermeiros eu considero importante fortalecer as seguintes competências:

  • liderança;

  • comunicação;

  • curiosidade;

  • empatia;

  • trabalho em equipe;

  • interesse pelo estudo;

  • escrita.

Existem outras competências mas na minha opinião essas são as mais relevantes no quesito de alavancagem de carreira na área da saúde.


Reparou que coloquei "escrita"? Então por favor, capriche na linguagem pois para ser referência é necessário escrever com concordância verbal e sem erros de português.


E chegamos finalmente no ponto de "ser referência". Primeiro claro, precisamos ser bons profissionais e posteriormente passamos a ser reconhecidos e requisitados. Você sabe que é referência quando é chamado para resolver determinada questão ou é chamado para falar de determinado assunto com frequência.

Guia Rápido - faça SEMPRE as seguintes perguntas a si mesmo: "Como quero ser reconhecido?" "Quero ser referência em qual área?"

A resposta à este questionamento conduzirá todos seus passos e comportamentos e ajudará na tomada de decisões. Ressalto ainda que saber o que fazer nos protege de cometer grandes falhas que prejudicariam a imagem profissional.


Agora, preste muita atenção no que vou falar aqui! Ser referência trás consigo muita responsabilidade, será que está preparado para isso?


Eu me recordo de um momento na minha carreira em que uma coisa que eu desejava muito estava prestes a se realizar e veio um friozinho na barriga, um medo e o pensamento de dúvida se eu estava realmente preparada para aquele momento!


Perceba a importância de não acelerar o processo e de aproveitar cada etapa do desenvolvimento profissional. Hoje eu vejo claramente que tudo que vivi no passado foi fundamental para que eu realize minha atividade atual com mais leveza e propriedade.


Não tenha pressa, mas também não demore tanto! Grande beijo!!!

4 visualizações0 comentário